Arquivo do autor:fuiobrigada

Repórter fala sobre assédio médico

(este post é resposta às afirmações de que fazendo denúncia para a polícia adianta algo – e sobre João de Abadiânia)

Fiz matéria pro quadro Profissão Repórter para o Fantástico em 1995. Denúncia contra um ortopedista que abusava das mulheres. Fui duas vezes ao PAM em que trabalhava com câmera escondida. Me fiz passar por paciente e aproveitei um problema que tinha no joelho, que operei depois.

De cara ele mandou eu tirar TODA A ROUPA. Negociei e fiquei de calcinha (grande e feia, fiz questão) e sutiã com roupão aberto. Ele praticamente me pôs em seu colo, puxando meu quadril. Questionei seu método e explicou que era pra ver minha coluna. Eu: meu problema é o joelho

Vendo o vídeo na redação percebemos o quanto eram revoltantes as imagens, poderia desistir, mas decidi ir em frente porque pensava nas mulheres que se sentiam inferiores e incapazes de lutar contra o abuso do poder desse médico.

A matéria foi ao ar (maior audiência até aquele ano), ele foi afastado, mas não punido. Processou a TV Globo e a vários jornais que repercutiram. Mesmo meu rosto não aparecendo, ouvi de gente nas ruas e feiras: é piranha, modelo contratada q depois vai sair na playboy etc.

Ele ganhou o processo contra o jornal que o chamou de tarado na manchete. Eu fiquei frente a frente com ele no tribunal. E o advogado do safado: ela foi de calcinha provocante (quase uma tenda de circo bege), voltou porque gostou etc. Mesmo com imagens, fui desqualificada.

Falei um monte. Resumo: sendo jornalista, representando a Globo, ainda fui tratada assim. Vcs acham que mulheres humildes seriam tratadas como? Denunciar assédio e abuso é muito mais difícil do que parece. E a mulher sempre tem culpa, né? Força a todas que foram vítima de abuso. Fatima e Zeca foram bem bacanas comigo. Mas eu fiquei bem mal durante semanas. Fui reconhecida por muita gente, apesar do mosaico no rosto (a meu pedido). Perdi a fita deste programa.

(tweet dando permissão para replicar, ainda não achei o vídeo na internet) https://twitter.com/marthaesteves/status/1075389883487789057

Sobre a matéria que fiz com o médico que abusava de mulheres. Antes disso, fui a um neurologista buscar tratamento pra enxaqueca. O médico mandou eu deitar de olhos fechados. Disse que ia passar um treco no meu corpo pra ver minha sensibilidade.

Era a última paciente e não tinha ninguém na sala de espera. Ele liberou a recepcionista. Já fiquei bolada e alerta. Aí ele fez o tal teste: passar tipo uma espátula começando do pé e subindo. Passou do joelho eu fiquei esperta.

Aí abri o olho e a tal espatula gelada já tava perto de onde não deveria. Dei uma salto da maca e fui embora sem nem pegar receita. Me arrependi de não ter denunciado ele, mas tinha como base apenas meu feeling e a certeza de podia não dar em nada.

Por isso, fui fundo na matéria que fiz para o Fantástico poucos meses depois. Porque na dúvida, vc deve denunciar, sim. E que o CRM e a justiça apurem. Assim pode-se evitar outras vítimas de médicos abusivos.

Anúncios

Sobre o que permanece

(esse texto recebi este texto em 2011 no mês de setembro enquanto esperava tratamento espiritual… LINDOO e muito significativo para este momento da minha vida)

Às vezes as pessoas que amamos nos magoam, e nada podemos fazer senão continuar nossa jornada com nosso coração machucado.

Às vezes nos falta esperança. Às vezes o amor nos machuca profundamente, e vamos nos recuperando muito lentamente dessa ferida tão dolorosa.

Às vezes perdemos nossa fé, então descobrimos que precisamos acreditar, tanto quanto precisamos respirar…é nossa razão de existir.

Às vezes estamos sem rumo, mas alguém entra em nossa vida, e se torna o nosso destino.

Às vezes estamos no meio de centenas de pessoas, e a solidão aperta nosso coração pela falta de uma única pessoa.

Às vezes a dor nos faz chorar, nos faz sofrer, nos faz querer parar de viver, até que algo toque nosso coração, algo simples como a beleza de um pôr do sol, a magnitude de uma noite estrelada, a simplicidade de uma brisa batendo em nosso rosto.

É a força da natureza nos chamando para a vida.

Você descobre que as pessoas que pareciam ser sinceras e receberam sua confiança, te traíram sem qualquer piedade.

Você entende que o que para você era amizade, para outros era apenas conveniência, oportunismo. 

Você descobre que algumas pessoas nunca disseram eu te amo, e por isso nunca fizeram amor, apenas transaram…

Descobre também que outras disseram eu te amo uma única vez.

E agora temem dizer novamente, e com razão, mas se o seu sentimento for sincero poderá ajudá-las a reconstruir um coração quebrado.

Assim ao conhecer alguém, preste atenção no caminho que essa pessoa percorreu, são fatores importantes: a relação com a família, as condições econômicas nas quais se desenvolveu. (dificuldades extremas ou facilidades excessivas formam um caráter), os relacionamentos anteriores e as razões do rompimento, seus sonhos, ideais e objetivos.

Não deixe de acreditar no amor. Mas certifique-se de estar entregando seu coração para alguém que dê valor aos mesmos sentimentos que você dá.

Manifeste suas idéias e planos, para saber se vocês combinam. E certifique-se de que quando estão juntos, aquele abraço vale mais que qualquer palavra.

Esteja aberto a algumas alterações, mas jamais abra mão de tudo, pois se essa pessoa te deixar, então nada irá lhe restar.

Tenha sempre em mente que às vezes tentar salvar um relacionamento, manter um grande amor, pode ter um preço muito alto se esse sentimento não for recíproco.

Pois em algum outro momento essa pessoa irá te deixar e seu sofrimento será ainda mais intenso, do que teria sido no passado.

Pode ser difícil fazer algumas escolhas, mas muitas vezes isso é necessário.

Existe uma diferença muito grande entre conhecer o caminho e percorrê-lo.

A tristeza pode ser intensa, mas jamais será eterna.

A felicidade pode demorar a chegar, mas o importante é que ela venha para ficar e não esteja apenas de passagem…

François de Bitencourt

Clube da Leitura – alguns contos

Desde 2007 participo de forma mais ativa quando posso divulgando, e convidando pessoas a escreverem. Ainda quando não tinha uma local específico para publicação, meu conto foi o primeiro do clube a ser publicado na internet. ( a nota original está fora do ar). Vi o número de interessados ir aumentando aos poucos, até doei algumas cadeiras dobráveis quando começou a não ter lugar para sentar nos encontros.

Participei do primeiro volume lançado na Flip em 2009, e segundo volume já está lançado.

Clube da leitura: modo de usar primeiro volume

 

Agora trabalho já caminha para ser um grupo autogerido – encontros e publicações. Enquanto o novo endereço com todos os contos não é lançado,  aqui algumas ficções que foram publicadas apenas no blog, ou também em livros ou revistas. Matéria no programa Globo News Literatura http://g1.globo.com/globo-news/noticia/2012/08/clube-da-leitura-vira-ponto-de-encontro-de-escritores-no-rj.html

Por ordem de envio os textos:

Sobre amor, traições, drogas e doença http://www.baratosdaribeiro.com.br/clubedaleitura/2008/02/08/a-doenca-por-gloria-celeste/

Após o decreto – conto futurista publicado no Clube da Leitura: Modo de Usar, Vol. 1  http://www.baratosdaribeiro.com.br/clubedaleitura/2008/04/14/%E2%80%9Capos-o-decreto%E2%80%9D-por-gloria-celeste/

Sexo casual, diferenças sociais e calor na biblioteca http://www.baratosdaribeiro.com.br/clubedaleitura/2011/01/31/calor-opressivo-por-gloria-celeste/

Depressão, imobilidade e doença publicada em 2002 na revista Poité número 7 – festa de lançamento.  http://www.baratosdaribeiro.com.br/clubedaleitura/2011/06/17/para-fora-por-gloria-celeste/

Lido pela primeira vez no Clube da Leitura em 2007, e posteriormente publicado em Revista acadêmica.  Fala sobre superficialidade e frivolidade nas relações humanas.

http://www.baratosdaribeiro.com.br/clubedaleitura/2012/09/24/preenchimento-por-gloria-celeste/

Assim que o novo site do clube da leitura estiver no ar, os links serão substituídos. Após a leitura comentem o que acharam por aqui. Abraço

UPDATE: a Baratos de agora em diante está em Botafogo – que os novos ciclos sejam virtuosos para o Clube e a Baratos 

Por trás das câmeras no YOUPIX 2013: um novo canal no youtube

A ESTREIA DO FAROFA WEBTV  –  Flávia Moura

Mérde para a nossa companheira de blog e sua simpática equipe, não foi por acaso que nos encontramos e afinamos objetivos aqui neste espaço. Este outro projeto tem um perfil irreverente e torcemos para que dê tudo certo. Colaboraremos sempre que possível, e quando o tipo de conteúdo tiver afinidade com o trabalho que já desenvolvemos por aqui.  Glória Celeste

Segundo ano de Youpix Rio e no 3º Período de faculdade, hoje Jornalismo, é óbvio que eu não ia ficar parada esperando a boiada passar! Não sou dessas mesmo.

Tive um ano de treinamento diante das câmeras em projetos diversos, até que chegou o momento em que me juntei a outros colegas de cursos diversos e criamos uma produtora chamada Farofa WebTV.

Foi ideia da Glória Celeste, de fazermos o preview Youpix Festival.

É verdade, até hoje ninguém se atreveu. E pós festival, você encontra vários vídeos por aí, de boa e ou de qualidade mediana, até os de celular mesmo. A internet é uma bênção! Mais democrática que o governo Dilma.

farofa

Pois ainda sem saber que tipo de linguagem usaríamos, escalamos nosso elenco de entrevistados. Estamos habituados ao showbizz, somos filhos do Rock in Rio, portanto apostamos bem alto! Nomes como Pietra Príncipe, Luiz Calainho, Paulinho Serra , Cid do Não Salvo e as estrelas internacionais foram gastas no vídeo de estreia, como se sair entrevistando fosse coisa fácil. Ainda mais, porque depende da vontade do outro e apesar de brasileiro parecer esse povo receptivo e assanhado quando vê uma lente, estamos conhecendo o outro lado da moeda. De uma galera tímida que detesta aparecer.

Tem gente que repudia foto, tem gente que odeia câmera. Portanto, podem me chamar do que quiserem, menos de sabida. Escolhi uma profissão que não é lá muito digna.

Não poderíamos começar sem nossa musa, Glória Celeste, já que ela nos daria dicas preciosas. E deu. Só tem um problema. Nossa linguagem começou a ser farofa no momento em que entramos no evento. Não podia ser diferente. Uma vez escolhido o nome, era hora de entrar na personagem.

Glória que não é boba, nos apresentou o Cid do Não Salvo; também o Bluesão e ele todo se querendo, nos concedeu a primeira entrevista, entre um aperto na cintura e outro em mim e até na produtora, que não conseguiu escapar. É muito calor humano! Não foi difícil fazer humor com ele, porque o cara já é engraçado até parado no poste, mas acertar o tom com a galera é que foi mais complicado.

Como disse nosso Cinegrafista-Diretor, não somos o Fantástico, muito menos um programa de entrevistas. Tinha que zoar geral e fazer faro-fa-fa. Então aquela pessoa que flerta com humor, de cara você chega brincando, mas e com os mais sérios? #MEDO.

Felizmente, a sorte estava ao nosso lado. Depois de matérias com tipos exóticos, avistei de cara a primeira estrela internacional dando bobeira no meio do Youpix: Jack Vale, o maior Prankster e Youtuber até agora. Não pensei duas vezes, minha veia jornalística saiu dando aloka atrás do cara e finalmente quando o encontrei, consegui seu consentimento para entrevistar. Fofo, mega simpático, interagiu muito enquanto eu o apresentava em português e depois a prova de fogo, foi entrevistá-lo em Inglês, o que graças ao Senhor, baixou o caboclo Faladô em mim e foi, entrevista e tradução simultanea.

Pausa para Luiz Calainho, que chegou correndo e lá vamos nós correr atrás. Outro fofinho. Deu entrevista, brincou com a gente, indicou nosso canal, deixou eu esfregar o braço nele, pra ver se pegava um pouco de sorte e ainda tirou foto. Como ele, consegui Ben Smith, editor-chefe do BuzzFeed, que apesar de simpaticíssimo, fala aquele Inglês muito rápido o que me pegou um pouco de surpresa, mas deu pra entender, deu pra conversarmos, só não consegui traduzir, porque me empolguei demais e perdi o rebolado.

Ainda conseguimos Pietra Príncipe, Away, Paulinho Serra, Cauê Moura e o todo bom, Cid, do site Não Salvo.

flaviamoura

Demos muita sorte, apesar de alguns problemas técnicos (falta de bateria carregada, falta de sangan – aquele iluminador de Led), pois como o próprio nome sugere, Farofa WebTV, ainda está engatinhando e sobretudo, ainda somos uma produção baixa renda apesar da qualidade. O que nos sobra é garra e muita vontade de apresentar nosso trabalho, por isso, conto com a visita no nosso canal no Youtube, bem como as curtidas da galera nos vídeos que já estão lá. É aquela coisa, se você gostar, curte, se não gostar, manda o link pros inimigos curtirem.

Esta semana, a equipe vai se reunir para definir o tempo dos programas que gravamos, o que vai entrar, o que não vai, essas coisas que as equipes fazem.

É através da nossa fanpage que você vai ficar sabendo das novidades e interagir com a gente.

E pros que tem twitter, estamos por lá também, convidando geral pra subir na nossa laje, botar farofa no rango e chamar as “NÉM” tudo pra acompanhar!

Fica aqui o convite!  http://www.youtube.com/farofawebtv

Fanpage no “FEICE”: http://www.facebook.com/farofawebtv

%d blogueiros gostam disto: